Sinopse: Vincent conhece o lado glamoroso da máfia, nasceu um soldado. 
Lake vive no lado oposto do caminho, nasceu filha de um soldado. 
O lado claro e escuro dele está em guerra constante, mas ele está deixando a escuridão reinar. 
Ela está tentando encontrar a paz e logo estará longe o suficiente para encontrá-la. 
Descobrir que seu chefe a possui, lhe mostrou o quanto ele o conhecia pouco. Saber tudo sobre ele só faz odiá-lo mais. 
Eu sou um fodido homem fabricado. 
Eu sou apenas um fodido lixo de reboque.


     Eu amei esse livro, eu não esperava gostar tanto dele assim. Quem leu a minha resenha do livro Nero (Made Men #1) vai entender o porquê de eu estar com o pé atrás.

    Vincent é filho de um dos chefes da máfia, ele tem dois melhores amigos, Nero e Amo. Numa noite eles esbarram com Adalyn e Lake, num clube famoso e de prestígio. Enlouquecido por encontrar sua irmã e a melhor amiga dela ele arma uma confusão junto com seus amigos ao bater nos acompanhantes delas. Essa é uma das cenas que mostra no primeiro livro da série, mas pela versão da Elle (namorada de Nero).

    Quando chegam em casa Vincent fica a sós com Lake e sucumbe ao desejo que sentiu ao vê-la naquela noite e a beija. Lake é inexperiente, e quando Vincent a beija ela fica sem reação, ainda mais ao perceber o quão quente ela se sente por ele. O problema é que na mesma noite Vincent fica com uma garota no seu quarto e na manhã seguinte ele diz que foi um erro tê-la beijado.

     Lake passa 6 meses evitando-o, mas isso muda quando o pai dela deve dinheiro á um chefe da máfia, então, ela dá seu fundo da faculdade e para completar o dinheiro da dívida ela vai trabalhar no cassino subterrâneo do cara. E é aí que Lake e Vincent se encontram. O irmão de Nero, Lucca, a vê lá e bota como trabalho aos garotos serem vigias das mulheres do cassino. Amo e Nero são os primeiros que a veem, logo em seguida ela encontra Vincent transando com uma das garotas no banheiro. A partir daí eles se tornam amigos, ainda mais quando Vincent descobre o abuso que ela sofre na casa da mãe, ele passa a meio que morar com ela.

     A história dos dois é bem legal, mas eu estaria mentindo se não dissesse que as melhores cenas pra mim são a dos rapazes juntos. Principalmente por parte do Amo com aquele jeito todo sanguinário e sexual.

    Uma das coisas que achei bem legal também foi a Elle e a Lake serem Team Amo, pra ficar com a amiga delas Chloe, porém tem uma cena no final em que elas são Team Lucca, pois o veem sem camisa. Pra mim isso é meio que um spoiler do terceiro livro, vai ser um triângulo amoroso, mas eu sinto, quero, desejo, prego pela Chloe ficar com o Lucca, eu gosto do Amo, mas tem algo no Lucca que me atrai, então #TeamLucca.

    Leiam esse livro, vale muito a pena, digam o que acharam, espero mesmo que gostem e se tornem um fã como eu sou agora.

     Uma das falas do Amo que adorei foi no ultimo dia de trabalho da Lake no cassino e o Vincent começou uma briga com um cara que estava pegando na Lake. 

"— Ahh, foda-se! Este é o melhor trabalho que eu já tive — Amo começou a tirar o casaco, sussurrando vários palavrões que Lake que não sabia que existiam. — Esses filhos da puta têm que estragar tudo de bom na vida."

Deixe um comentário