Sinopse: O que acontece quando a única pessoa que você nunca esperou de repente passa a ser a pessoa que você vai lutar duro para manter?
Colton roubou meu coração. Ele não deveria, e eu com certeza não queria, mas ele bateu em minha vida, inflamou sentimentos dentro de mim que eu pensei que tivessem morrido para sempre, e alimentou uma paixão que eu nunca soube que poderia existir.
Rylee caiu de um maldito armário e na minha vida. Agora, acho que eu nunca mais serei o mesmo. Ela vislumbra a escuridão dentro de mim, e ainda assim ela ainda está aqui. Ainda lutando por mim. Ela é, sem dúvida, uma santa, e eu sou definitivamente o pecador.
Como é que é a única coisa que nenhum de nós queria, nenhum de nós antecipou - aquela fatídica noite - tem nos feito lutar arduamente para manter?
Ele rouba minha respiração, meu coração para, e me traz de volta à vida novamente tudo em uma fração de segundos. Mas como posso amar um homem que não vai me deixar entrar? Quem
continuamente me empurra para me impedir de ver os segredos danificados em seu passado? Meu coração se apaixonou, mas a paciência e o perdão simplesmente podem ir muito longe.
Como posso desejar uma mulher que me enerva, me desafia e me obriga a ver que no fundo do abismo negro da minha alma há alguém digno do seu amor? Um lugar e pessoa que eu jurei que nunca seria novamente. Seu coração altruísta e corpo sexy merecem muito mais do que eu jamais serei capaz de dar a ela. Eu sei que não posso ser o que ela precisa, então por que eu não posso simplesmente deixá-la ir.
Somos movidos pela necessidade e alimentados com desejo, mas é o suficiente para nos chocar com a paixão.


     Ah, eu adoro esse segundo livro, não sei ao certo se é meu predileto da trilogia.
    Colton e Rylee estão num mar de rosas após o que o Colton fez no banheiro e o pit stop que ele pede, porém após Rylee admitir que o ama, Colton se desespera e a afasta para longe. Após isso acontece uma sequência de brigas e lágrimas. Eu gosto dessas brigas de casais, é triste, mas eu gosto, acho que é porque sempre que se resolvem o relacionamento se torna mais forte, como se um grande obstáculo fosse vencido.
    Se você reparar você nota uma evolução por parte do Colton, no primeiro livro ele era bem fechado e não era de demonstrar sentimentos, com palavras principalmente. Neste livro ele é mais romântico, ele admite sentir saudades dela, ele percebe que ele realmente a quer, apenas ela. Claro que ele ainda tem aquelas atitudes idiotas de afasta-la para longe quando o passado dele o predomina, e ele veste a máscara fria e implacável, mas a Rylee vê a vulnerabilidade dele.
     O final desse livro que me chocou, ele foi inesperado e muito bem colocado.
"Eu corro você."

Deixe um comentário