Sinopse: Anya Gage aprendeu que para conseguir algo de bom na vida, você tem que trabalhar para isso. Ela não tem expectativas, nem sonhos. Em seguida, ela se encontra em uma festa onde não quer estar, e ela conhece Knight. Knight Sebring sabe quem ele é, o que ele quer e o que gosta. E ele o tem. Mas nunca pensou que algo tão doce como Anya Gage estaria em seu quarto durante uma festa que não esperava e pedindo seu telefone emprestado. Knight tenta sair da vida de Anya para que ela tenha a vida que merece, com cercas brancas e um homem que assiste futebol aos domingos bom, normal e limpo. Mas quando Anya vai a sua boate e encontra-se em uma situação, ele sabe que alguém tem que cuidar dela, ele não pode lutar mais e decide que esse homem vai ser ele. Knight ensina a Anya que, assim como o mal, na vida você deve também esperar pelo bem. E lhe ensina dando isso a ela. Mas Knight tem um passado obscuro e assim como deseja Anya para ser exatamente quem ela é ele teme que, quando ela descobrir exatamente o homem que ele se tornou e que não tem a intenção de mudar, então ela vai deixá-lo para o bom, normal e limpo.


    Eu não gosto desse livro, desculpa vocês que já leram e gostaram, mas eu não gostei, ele não teve nada que me prendesse a ele, eu comecei e até gostei, mas a história se tornou mortalmente repetitiva só que de ocasiões diferentes. 
    O livro se resume no Knight mandando na Anya, e ela cedendo em TUDO, ele definitivamente é o macho alfa. Acho que é por isso que não gosto do livro, não é emocionante, é sempre a mesma coisa e se tornou clichê e enjoativo. 
    Quem já leu Cinquenta Tons sabe que o Christian introduziu a Ana para o mundo BDSM com ele, mas mesmo ele sendo mandão ele sempre discutia com a Ana sobre chegar num consenso, uma coisa que ambas as partes concordem, por assim dizer, e é isso que eu senti falta nesse livro, eu não ia querer um homem que decreta uma coisa e eu tenho que seguir. E uma das coisas que só vim reparar no final do livro é que o Knight possui as maiores falas, praticamente tudo o que ele diz é um texto imenso. 
    Eu gosto do Knight, ele é bem sexy pra falar a verdade, e ele é bem charmoso e consegue ser bem romântico quando quer, eu acho que se o livro não ficasse parado no mesmo ponto eu teria amado muito mais.
    Bem, eu posso não ter gostado, mas você pode gostar, ainda mais que eu li esse livro, pois estava num top de um site, eu não estou dizendo que o livro é horrível é impossível de ler, e sim que ele apenas não foi do meu agrado, quem gosta de homem dominante e exigente esse livro é pra você.

Deixe um comentário