Sinopse: DESDE O MOMENTO QUE LEV LEOKOV FLAGRA A JOVEM MULHER SE ESCONDENDO ATRÁS DE SEU CABELO NO MEIO DE UM CLUBE DE CAVALHEIROS, ELE NÃO PODE AFASTAR SEUS OLHOS DELA. PELA PRIMEIRA VEZ EM SUA VIDA, ELE É AFETADO. TENDO OUVIDO DURANTE TODA SUA VIDA QUE ELE NÃO PODE PROCESSAR OU ENTENDER EMOÇÕES, ELE CONSIDERA ISSO UMA GRANDE COISA. QUANDO MINA HARRIS É PEGA EM FLAGRANTE COM UMA CARTEIRA QUE NÃO É DELA, ELA DESMORONA. ELA ESTÁ CANSADA, SOLITÁRIA E NÃO COME NADA HÁ DIAS. LEV LHE DÁ UM ULTIMATO... UMA CAMA QUENTINHA, UMA REFEIÇÃO QUENTE E UM EMPREGO, OU OS POLICIAIS. MINA ACEITA SUAS CHANCES COM LEV. AFINAL DE CONTAS, UMA PESSOA QUE NÃO TEM NADA, TAMBÉM NÃO TEM NADA A PERDER.





        Eu adorei, adorei, adorei e adorei este livro. Não vou dizer que a autora acertou em todos os aspectos, pois teve certas coisas que eu gostaria de ter sido diferente.
        
        Mina é uma moradora de rua e um dia quando ela está morrendo de fome ela entra numa boate e rouba a carteira de um cara, porém uma coisa que ela não sabe é ela fez tudo sobre o olhar atento de Lev, e que o cara da carteira é o seu irmão e que a boate é deles.

        Uma coisa sobre o Lev: ELE É UM AMOR. Mas ele é... frio, não por ele ser mal ou algo do tipo, e sim porque ele é péssimo em ler e demonstrar emoções, só há uma única pessoa com quem ele é “livre”. Na primeira vez que ele apresenta a Mina pra alguém, que no caso foi o irmão dele, ele disse que ele não perdeu a carteira, e sim que a Mina roubou. Como se isso fosse uma coisa perfeitamente normal.
         E tem uma cena no final que eu fodidamente amei, a cena em que o Lev faz o pedido de casamento pra Mina, ele prepara toda a ocasião, o discurso etc, mas se atrapalha todo, o que foi bem fofo, e quando ele desiste e fala com suas próprias palavras ele diz as coisas mais lindas, se bem que ele sempre diz as coisas mais lindas. Enfim, leiam LEV, recomendo bastante, e ele é até um livro bem “relax”.

2 Comentários