Sinopse: Criado como um protótipo pela droga da obediência 221 não consegue pensar,  agir ou viver por si mesmo; ele é trabalhado perfeitamente pelo seu mestre para ser um fantoche para assassinatos.  Tendo 1, 98 e pesando 113 kg e inigualável no combate à morte,  221 protege com sucesso o negócio para o chefe Georgiano da Máfia de NYC,  que governa o mundo escuro do submundo do crime. Até seus inimigos capturá-lo.
Talia Tolstaia sonha em sair das garras da vida da pesada da Bratva. Ela sonha com outra vida - longe de seu trabalho no calabouço, empresa do jogo da morte de sua família e do crime no subterrâneo. Mas quando ela se depara com um cativo de sua família que é mais monstro que homem, ela começa a ver o homem por baixo. Um homem poderoso e bonito, danificado cujo coração chama o dela. Mas sacrifícios devem ser feitos - sangue por sangue... vida por vida... almas por almas marcadas...




    Esse livro é o estilo de Raze, mas são historias bem diferentes, mas não deixa de ser bom.
    Talia decide fugir um pouquinho da vida dela em uma casa longe, mas ai o irmão dela(Luca) chega com um hospede nu e o algema no porão (eu não vou dizer o porque de Raze ter pegado ele pois é um spoiler bem grande tanto do primeiro como do segundo livro), depois de semanas assistindo 221 através de câmeras ela desce ao porão e o limpa enquanto ele dorme, mas ai ele acorda e puf, a historia dos dois começa.
    O Zaal é muito fofo, ele sofreu tanto durante 20 anos mas o modo que ele fala é de partir e acelerar o coração. 

"Eu estava sempre sozinho. Eu gostava mais de estar com esta fêmea. Eu não queria mais ficar sozinho."
"Eu coloquei meu dedo em seu coração, em seguida, colocando o dedo sobre o meu, eu perguntei: "- Você é... para mim?"

    Quando olha assim você acha que é besteira, mas eu estava hipnotizada pelo livro e eu fiquei arco-íris quando li isso, essa é uma das cenas em que meu coração partiu e acelerou por ele, ele sofreu tanto desde que tinha 9 anos de idade e ele perdeu tudo por causa do "mestre" dele e do nada alguém salva ele e no meio de um porão ele encontra alguém que o ajude e cuida dele.
    Eu amei esse livro, amei, eu me doí por esse livro, fictício ou não meu coração ficou aos pedaços.

Deixe um comentário