Meu nome é Eric Zimmerman e eu sou um poderoso empresário alemão. Sou conhecido por ser um homem frio e impessoal, que gosta de sexo sem amor e sem compromisso. Em uma as minhas viagens à Espanha, conheci a jovem Judith Flores. Ela me fez rir, me fez cantar, até me fez dançar, e eu não estava acostumado com nada isso. Quando percebi que estava sentindo mais do que deveria, achei que era hora de me afastar. Mas acabei voltando. Essa mulher me atraía como um ímã.
 Nosso relacionamento foi desde o início marcado por altas doses de fantasia e erotismo, e eu queria ensinar Judith a curtir o sexo de uma maneira que nunca ela nunca havia imaginado. E você? Se atreveria a descobrir o lado submisso, dominante e voyeur que existe dentro de todos nós?

Eu sou Eric Zimmerman #1 • Romance • Erótico • Selo Essência
464 páginas • 2018


Resenha

Eu sou Eric Zimmerman é um spin-off da série Peça-me O Que Quiser escrito pela magnifica Megan Maxwell. Este spin-off foi publicado no Brasil pela Editora Planeta de Livros no selo Essência. O livro traz de volta os personagens Eric Zimmerman, o nosso iceman alemão, e Judith Flores, uma espanhola vivaz. Nós já conhecemos a história do casal, mas pelo ponto de vista da Judith, agora nós iremos ver tudo isso pelo olhar do Eric.

Eric Zimmerman é o atual CEO da Müller, e durante uma visita a sede de sua empresa na Espanha, desafortunadamente o elevador para e é devido esse acidente que ele conhece a Srta. Flores pela primeira vez. Inicialmente Eric fica surpreso com sua espontaneidade, mas ao perceber dias depois que Judith o ignora após descobrir que ele é o dono da empresa isso o deixa irritado, o que o desconcerta. Algo em Judith o atrai, e Eric quer fugir para longe disso como ao mesmo tempo que apresentar o mundo dele para ela.
Nunca seduzi uma mulher sem que ela me desse entrada. Nunca precisei disso, mas essa... essa é diferente.
Judith desperta em Eric sentimentos que ele não quer e não é acostumado a sentir. Mas como seria possível um relacionamento entre eles se seus estilos de vida, principalmente sexuais, são distintos? Eric é um jogador, compartilha do prazer de forma aberta, principalmente em suas casas de swing e o seu desejo agora é que Judith aproveite e desfrute deste grande prazer ao seu lado. Ao ser apresentada a este estilo de vida Judith inicialmente não fica feliz, mas por algum motivo ela se sente atraída e começa a passar a desfrutar desses joguinhos tanto ou mais que Eric.
Sei que encontrei minha mulher. A mulher da minha vida.
Eric e Judith nos mostram que compatibilidade sexual não é significado de um bom relacionamento. Seus temperamentos por diversas vezes os fazem discutir com bastante intensidade o que ocasiona sofrimento para ambos.
Dizem que polos opostos se atraem, mas em nosso caso, atraem-se para colidir. Colidir com dureza.
Quem me acompanha no instagram, deve ter visto meus stories falando o com quanta raiva eu estava sentindo do Eric logo que iniciei a leitura, que eu não estava gostando da obra e que estava perdendo todo o amor que eu tinha pelo Iceman por causa de suas atitudes. Mas gente, quando eu parei para pensar, eu quis bater palmas para a autora Megan Maxwell. Ela conseguiu mudar completamente a minha visão do Eric. Em Peça-me o Que Quiser eu me apaixonei pelo Eric visto pelo olhar da Judith, e não todo o Eric de fato. Em Eu Sou Eric Zimmerman eu pude conhecer o verdadeiro Eric, compreender suas atitudes, suas mudanças de humor, e tudo o que eu criticava nele na série, eu o entendi nesse spin-off. Também pude ver o quanto sua doença o alterava e o levava ao seu limite, que cuidar do Flyn, mesmo para ele, a pessoa pelo qual o menino era tão apegado, não era tão simples e fácil como aparenta. E que apesar de a Judith ser o oposto dele em tudo, ela realmente gostava de seu jeito de ser.
Ela é engraçada, inteligente, e acho que o que mais me atrai nela é que não me dá razão o tempo todo. Quando não concorda comigo em algo, diz, e isso me fascina.
De início eu odiei o Eric. Eu sempre tive a imagem dele com a Judith e após três livros eu ter que iniciar esse com ele tendo sua vida sexualmente ativa foi uma bomba. Mas no inicio ele não estava com a Judith. Ele sempre deixou claro os seus gostos e a sua forma de ser, então eu pude conhecer um Eric antes de ele firmar seu relacionamento com a Judith. Foi impactante? Foi. Mas esse era o Eric. O verdadeiro Eric de antigamente. E o foco desse livro é o Eric, não Judith.
Essa jovem conseguiu me intimidar com sua desenvoltura. Logo a mim? Eric Zimmerman?
Eu amei esse livro, amei de verdade. Eu sou uma grande fã escrita da Megan Maxwell, e ela de verdade criou uma nova história, mas sem fugir da velha história, não sei explicar ao certo. Já vi livros desse estilo em que a autora praticamente pegou o livro, copiou e colou, resumiu um trecho, adicionou um detalhe ou outro, mas ao compará-los, você vê que de fato é praticamente mais do mesmo. Neste livro não, as vezes o que a Judith imaginava que o Eric estava sentindo ou pensando, era o oposto do que de fato era, ou quando ele dizia algo para agradá-la, aceitava algo apenas para vê-la sorrir. Todos esses detalhes foi o que transformou este livro para mim o melhor de todos os livros que já tive a oportunidade de ler até hoje desta autora.
Por ela, aposto a minha vida.

A Editora Planeta de Livros fez um trabalho magnifico com a obra, eu não encontrei erros ao decorrer da leitura, o acabamento é em brochura, e a fonte e tamanho deixaram a leitura bem mais confortável e agradável. Deixo aqui também o meu agradecimento por me escolherem para receber esse livro antes da data oficial de lançamento. O livro está perfeito!

 

 


Coloque a gravata borboleta, Iceman.

15 Comentários

  1. Sabe que eu li todos e amei a história deles. Bom, foi um sucesso total né. Mas não sei se precisava de continuação, acho que foi mais por uma questão comercial e de dinheiro mesmo, mas o casal é um amor total e se ela conseguiu mudar o foco e colocar uma outra visão melhor ainda.

    ResponderExcluir
  2. Oi Bruna!

    Tudo bem? Então, eu honestamente só li um livro da Megan Maxwell, mas não curti muito. Talvez eu tenha dado azar com essa leitura, mas acabei não me interessando mais por livros dela, além disso ando um tanto cansada de romances eróticos porque eles geralmente são a mesmas tramas e isso tem me fadigado um pouco.

    Que bom que você curtiu tanto essa nova visão que a Megan trouxe do Eric, é legal quando isso acontece e que você conheceu a "verdadeira" versão do personagem e não aquela que a mocinha projetava.

    Beijinhos
    http://www.paraisoliterario.com/2018/06/resenha-march-1-marcha.html

    ResponderExcluir
  3. Menina, que resenha foi essa?
    Eu tinha quase certeza de que nao precisaria ler esse livro porque o restante da série me deixava bastante satisfeita mas mudei totalmente de ideia, quero pra ontem! Adorei os pontos ressaltados por voce.

    ResponderExcluir
  4. Não acompanhei a série, então é provável que a principio eu fique perdida com o spin-off em questão, mas só em saber que Eric e Judith vem retratar que compatibilidade sexual não significa bom relacionamento eu me animo, pois já vivi isso. Fiquei curiosa para conhecer esse Eric e saber porque ele mereceu um livro, mas pela sua empolgação deve valer a pena, quero ler.

    Abraços.
    https://cabinedeleitura0.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Oi Bruna, tudo bem? Eu amo essa série e amo a Megan, ela consegue me fazer detestar os personagens e amar os livros mesmo assim hehehe Já quero ler esse pq assim como vc tive raiva do Eric várias vezes, vai ser bom ler sob o ponto de vista dele e quem sabe entendê-lo melhor.

    Bjs, mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  6. Tudo bem?
    Como sempre, suas fotos estão incríveis! Parabéns.

    Conheço a escrita da autora e gostei até. Mas o gênero ao qual ela se dedica não é um gênero que eu curta muito.

    Tenho preferência por livros de terror, thriller, fantasia, distopia.

    Sua resenha está bem descrita, adoro quando pego um livro e não acho aqueles erros grotescos. E saber que a editora fez um bom trabalho é bacana para acompanhar as obras que a mesma vem lançando.

    Bom saber também o quanto gostou da leitura, e que não é o famoso "mais do mesmo", como você menciona.

    Esse mês separei 4 livros de romance erótico, romance hot e romance para ler.. Então vamos ver como me saio nessas tentativas.
    Vou deixar sua dica de leitura salva para tentar encaixar na fila de "experimentos".. Beijos.

    www.alempaginas.com

    ResponderExcluir
  7. Oi, Bruna!
    Particularmente eu não sou chegada a livros mais hots como os dessa autora e essa série dela, assim como tantas outras por aí também. É o tipo de dica que sempre passa batido para mim por isso, mas legal saber sua opinião mesmo assim. Principalmente pelo o que você citou da autora criar uma história nova e manter a original ao mesmo tempo; realmente tem surgido muitos livros com o pov de outro personagem mas que é praticamente copia e cola do primeiro, e eu me irrito com isso; mas ótimo saber que a autora conseguiu inovar com esse do Eric mesmo após tudo o que se passa nos livros pelo ponto de vista da Judith. É um ponto muito positivo a se ressaltar mesmo. ^_^
    Beijos!

    ♥ Sâmmy ♥
    ♥ Sonhando aos Vinte ♥

    ResponderExcluir
  8. Oi, Bruna.
    Eu não li a série original, mas ganhei um exemplar desse livro e estou pensando seriamente em ler ele primeiro! Será que vou perder muita coisa por não ter lido a série original??
    Acho muito bacana quando os autores resolver trazer a visão dos outros protagonistas. Só assim podemos descobrir como o personagem realmente é!!
    beijos
    Camis - blog Leitora Compulsiva

    ResponderExcluir
  9. Olá, tudo bom?
    Então, eu nunca li nada da autora por não combinar com meu estilo de leitura e por isso acho que não é um livro para mim, no entanto, curti muito saber o quanto você gostou da leitura e os sentimentos que a mesma despertou em você. A autora foi muito inteligente de fato em mostrar os dois lados da mesma moeda e mostrar que nem tudo é como parece e que ninguém é perfeito, nem mesmo nossos personagens favoritos rs
    Enfim! Gostei muito de sua resenha e das fotos ♥
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  10. Oi, tudo bom?
    Eu ouço falarem muito bem dessa série da autora e tenho curiosidade de ler ela um dia. Gosto bastante quando a autora escreve a visão do outro personagem, pois assim podemos conhecer mais sobre como o personagem é e o que ele realmente pensa. Vou anotar a dica para ler futuramente.

    Beijos!
    https://www.manuscritoliterario.com.br

    ResponderExcluir
  11. Olá Bruna, tudo bem?
    Eu não tenho o costume de ler esse estilo de livros, mas sua resenha conseguiu despertar minha curiosidade. Eu gostei muito da questão de compatibilidade sexual não representar bom relacionamento nesse livro, o que sempre vemos sendo defendido em algumas obras do gênero, não é?
    Você conseguiu me convencer a querer ler um livro que eu jamais leria.
    Dica anotada!
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Olá!
    Eu amo a escrita da Megan, mas vou te confessar que esse livro foi uma completa decepção. Apesar de ter mais do início do personagem e como ele lidou com as questões familiares após a morte do pai foram legais, porém a ideia de repetir os diálogos do que já foi batido nos livros da versão da Jud, não me agradou e foi extremamente cansativo. Não sei se lerei o próximo livro!
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  13. Oi!

    Eu sempre vi essa série por ai na internet, mas eu nunca tinha parado de fato para ler algo sobre ela. Que sorte que você teve com esse livro, já que você não gostava do personagem nos volumes anteriores e acabou ainda sendo a melhor de todas, rs. Vou buscar saber mais sobre os outros livros :) Anotei a dica!

    beijos

    ResponderExcluir
  14. Oi, tudo bem?
    Esse livro é um dos poucos nessa vida que eu dispenso totalmente a leitura, porque não gostei da série é clássico como aquela leitura que não sei o que sentir. E olha que gosto de séries românticas. Adorei a resenha, beijos

    ResponderExcluir
  15. Vejo que o Eric toma esse livro de uma maneira inesperada. E mesmo ele tendo atitudes que nos desagrada ele mostra ser o que é, um ser humano passível de erros e acertos. Acho que isso é um ponto positivo pra autora. Enfim, é tão bom quando um livro nos surpreende, né verdade?
    Enfim, estou mais que ansiosa para ler este livro que sinceramente, não dava nada.

    Beijos
    http://ventoliterario.blogspot.com

    ResponderExcluir